Notícias

Unidade de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral do Centro Médico de Campinas recebe prêmio em Congresso Internacional.”.

Unidade de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral do Centro Médico de Campinas recebe prêmio em Congresso Internacional.



Prêmio concedido ao responsável pela Unidade do Centro Médico.


Pioneira no Brasil em cirurgia endoscópica de coluna e referência no país, a Unidade de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral do Hospital Centro Médico de Campinas, acaba de receber o prêmio "Best Paper Award", pelo melhor trabalho apresentado no Congresso Internacional de Cirurgia Endoscópica Minimamente Invasiva da Coluna, realizado em Istambul, de 8 a 10 de abril.

Segundo o médico Antonio Roth Vargas, responsável pela Unidade e que representou o Hospital Centro Médico de Campinas no Congresso, foram realizadas três conferências durante o evento internacional, sendo que uma delas recebeu o prêmio de melhor trabalho na categoria “The anatomy of cervical roots to be recognize during endoscopic spine surgery”.



Dr. Roth Vargas em apresentação no Congresso.


“Existe uma tendência mundial e cada vez maior, tanto pelos médicos como pelos pacientes, em procedimentos minimamente invasivos da coluna, tentando-se evitar as cirurgias convencionais”, explica Vargas. Conhecida internacionalmente como “full-endoscopic spine surgery”, o procedimento utilizado em especial no tratamento da hérnia de disco e estenoses (estreitamento) do canal espinhal, objetiva cirurgias pouco invasivas e de baixo risco, podendo ser realizadas ambulatorialmente. “Uma técnica cirúrgica amplamente utilizada na Europa, Coréia do Sul e Estados Unidos, mas no Brasil ainda são poucos os hospitais capacitados”, observa o médico.

A Unidade de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral do Hospital Centro Médico de Campinas está completando oito anos de atividades e segundo Vargas, nesse período mais de 300 pacientes foram operados através da técnica, com resultados animadores, destacando a ocorrência de infecções igual a zero até o momento. “É o hospital com maior casuística na referida área”, ressalta Vargas.

O médico explica que atualmente o procedimento é realizado em coluna cervical, torácica e lombar e que o Centro Médico já efetuou, através de cursos, treinamento para mais de 200 médicos de vários estados em parceria com o Centro de Treinamento Richard-Wolf Brasil. “Nosso Serviço continua sendo o principal núcleo no Brasil, motivo pelo qual participamos do Congresso em Istambul e fomos premiados”, comemora Vargas.